ANO VIII - 2007/2014 - www.curiosidadescatolicas.blogspot.com - Um Blog Católico Apostólico Romano - Produzido em Volta Redonda - R. Janeiro - Brasil.

Seja bem-vindo. Hoje é

8 de mar de 2008

Suposto silêncio de Pio XII sobre nazismo não é verdade


"A verdade sobre um dos Papas mais caluniados de todos os tempos"

Entre as anteriores, mencionou um congresso – «que aprofunde bem em sua figura e espiritualidade» – e uma exposição sobre seu pontificado; também «uma comissão está estudando e aprofundando cada vez mais no pontificado de Eugenio Pacelli».
Para quem afirma, como suposto obstáculo à causa, que Pio XII «é famoso por seu silêncio» porque «não condenou o nazismo», o cardeal Saraiva declarou: «Isso não é verdade historicamente. Mais que de silêncio, eu falaria de prudência».
«Desejo confirmar minha afirmação. Eu traduziria silêncio por prudência. Não houve silêncio. Quando se publica a encíclica Summi pontificati,Goebbels, número dois do nazismo, escreveu em seu diário: ‘Saiu esta encíclica e o Papa foi muito duro contra nós’. Pelo que se vê, era um silêncio pouco silencioso», remarcou o prefeito do dicastério para as Causas dos Santos.
Igualmente, citou o próprio Pio XII, que [em 2 de junho de 1943, por ocasião da festividade de Santo Eugenio, N. da R.] publicamente expressou que toda palavra que dirigisse – para mitigar o sofrimento do povo judeu, melhorar suas condições morais e jurídicas, etc – «às autoridades competentes e toda alusão pública» devia ser ponderada e medida seriamente «em interesse dos que estavam sofrendo, para não tornar, sem querer, mais grave e insuportável sua situação».
«Com um testemunho acima de toda suspeita», o cardeal Saraiva quis confirmar o que expôs, oferecendo as palavras de Robert Kempner, magistrado judeu e fiscal no Julgamento de Nuremberg.
Disse o purpurado: «Escreveu [Kempner] em janeiro de 1964 – após a saída de ‘O Vigário’ de Hochhuth [drama que difunde o equívoco de Pio XII como figura passiva, covarde e anti-semita, N. da R.]: ‘Qualquer tomada de posição propagandista da Igreja contra o governo de Hitler teria sido não somente um suicídio premeditado, mas teria acelerado o assassinato de um número muito maior de judeus e sacerdotes’».
O cardeal Saraiva lamentou as posturas críticas com relação a Pio XII, atitudes «que surgiram depois da publicação de ‘O Vigário’».
Quando acabou a guerra, «foram muitos os judeus que foram ao Vaticano para agradecer ao Papa Pacelli o que ele havia feito pro eles. Esta é a história», afirmou

Nenhum comentário:

Veja também

REFLITA

Ter uma vida positiva é ter consciência que o universo precisa de você; é lutar pelos SONHOS de maneira determinada; é crescer sem precisar diminuir ninguém; é ter a verdade como um principio vital; é usar o poder da ousadia construtiva; é saber agradecer e perdoar, fraterna e totalmente; é priorizar a família; é viver cada dia de uma vez, sendo alegre no presente e otimista no futuro; é respeitar o próprio corpo; é se preocupar com os mais carentes; é preservar a natureza; é não se abater nos momentos de dor; é jamais perder a esperança; é ter auto estima; é ser rico em humildade; é sempre fazer a sua parte...Pois quando você faz a sua parte tenha certeza de que Deus fará a parte dele.

BLOG'S DO IVSON

SEGUIDORES